Como você enxerga o mundo?

como você vê o mundo

 

Tenho recebido e-mails e conversado com pessoas que me contam que entendem a importância de se amar, se cuidar e se acolher, mas que encontram dificuldades ao tentar colocar isso em prática.

Como transformar a maneira como nos relacionamos com nós mesmos? A primeira atitude que você precisa adotar é mudar a sua mentalidade. E a forma mais eficiente de mudá-la é modificar seus pensamentos a respeito de si mesmo.

O mundo é um espelho e a sua autoimagem (que é a forma como você se vê) é o “filtro” que seleciona como você enxergará as coisas nesse espelho. Nós não vemos as coisas como elas são, nós vemos como nós somos. Nossa visão de mundo é baseada nisso.

Por exemplo, se você constantemente se desvaloriza e acha que não é digno de amor, você tornará mais difícil as pessoas te amarem. Isso porque o seu “filtro” fez com que você visse a si mesmo como alguém indigno de amor, espelhando esse sentimento externamente e criando um mundo (o seu mundo) onde o amor não é algo simples de receber.

Então, se a sua vida é a expressão de quem você pensa que é, você precisa entender como se vê e transformar os pensamentos que te fazem sentir culpa, medo e tristeza. Para isso, você conta com um grande aliado, que mora dentro de você e que tem o poder da transformação: o amor.

Ao mapear quais são os pensamentos que te derrubam, que te ferem e que te magoam, convide o amor para ficar ao seu lado e modifique essas frases. Se você pensa “eu não sou bom o suficiente”, dê a mão para o amor, coloque seu julgamento de lado, e mude a frase para “eu sou capaz e digno de amor”. Diga em voz alta o seu novo pensamento sobre você e repita sempre que o pensamento destrutivo aparecer. Cultive uma nova visão de si mesmo.

Para te ajudar a promover esse ambiente amoroso, te dou de presente a “Oração do Amor”, ensinada por Robert Holden. Leia todo dia, se possível em voz alta, como exercício prático para se amar mais.

 

Amado,Você não pode julgar a si mesmo e compreender quem você é.

A verdade sobre você não pode ser julgada.

Coloque seus julgamentos de lado por um doce e sagrado momento, e deixe eu te mostrar algo maravilhoso.

Veja como é ser você quando você deixa de julgar a si mesmo.

O que você julga é apenas uma imagem.

Após o último julgamento, você conhecerá a si mesmo novamente.

O amor vai aparecer no seu espelho.

Para te saudar como seu amigo.

Para você ser amado.

Você é feito de amor.

Não esqueça: você é feito de amor 🙂